terça-feira, 1 de maio de 2012

PIROGUE

   
       Pastel do vô.  É como é conhecido o pirogue, ou pirorê, em nossa família. Era um dos pratos especiais que meu pai gostava, e sempre que as saudades batem, junto vem a lembrança dos bons momentos e corremos pra cozinha, como se ele logo fosse chegar e participar da festa.
    Sábado seria seu aniversário. E minhas irmãs fizeram o pastel do vô.  Como estou longe, me provocaram colocando essa foto. Maldade pura. Isso não se faz...provocar quem está longe. O jeito foi botar a mão na massa, porque meus filhos não iam ficar com vontade do pirorê.



O nome certo é PIEROGI = um tipo de pastel cozido originário da Polônia.   Com o passar dos tempos e das línguas e ouvidos foi se adaptando para o "pirogue". Tem a forma de um ravióli, porém maior, e é feito com farinha, ovos, recheado com ricota, batatas (típico polonês), ou repolho (típico ucraniano).

O pierogi pode ser servido com molhos e nata.

A palavra  PIEROGI  significa pastel em polaco. Na Rússia e na maior parte da Ucrânia,  é conhecido como "VARÊNIKE". No oeste da Ucrânia, no entanto, chamam-no "PEROHÊ", que é um termo cognato de pierogi.



Massa:     500 gramas de trigo
                 uma gema
                 uma pitada de sal
                 duas colheres de margarina 
                 água até dar ponto



    Misture tudo e vá sovando até dar o ponto de uma massa lisa que desprenda das mãos. Espalhe farinha numa mesa e abra a massa não muito fina na espessura com um rolo . Corte em círculos com o auxílio de um copo ou pirex de sobremesa. Estique levemente e encha com o recheio de batatas. Fechar com o garfo.






RECHEIO:
                     6 batatas médias 
                     1 copo de requeijão ou ricota
                     1 cebola média


      Cozinhe as batatas na água. Descasque-as e  amasse, formando um purê. Pique a cebola e frite em margarina ou azeite quente. Misture tudo, formando um creme.




       Ferva água em uma panela alta ( uso a espagueteira), coloque o pastel. Depois que subir, deixe mais uns 3 minutos e tire.



  
  Prepare um molho de carne moída, com bastante molho de tomate, tipo bolonhesa, que usamos para o nhoque ou macarrão.




    Sirvo com arroz branco e uma salada verde, mas na verdade o pessoal come só  o pastel, que é bom demais.........


      Por hoje é só...beijos.



9 comentários:

  1. sONIA QUE MARAVILHA EU JÁ TIVE O PRAZER DE COMER ESSE MANJAR DOS DEUSES O MARIDO DA MINHA PRIMA É DE FAMÍLIA POLONESA E HÁ UNS ANOS ATRÁS FUI CONVIDADA PARA JANTAR NA CASA DA SOGRA DELA QUE É UM AMOR DE PESSOA E ELA HAVIA FEITO ESSE PRATO ACOMPANHADO DE FRANGO DEFUMADO E CREME DE LEITE NOSSA EU ADOREIIIIII SÓ QUE NÃO TIVE CORAGEM DE PEDIR A RECEITA KKKKK E AGORA VOCÊ ESTÁ COMPARTILHANDO A RECEITA QUE MARAVILHA JÁ ESTÁ ANOTADO NÃO PERDI TEMPO KKKKK
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  2. Parece ser uma dilícia o pastel do vô!

    ResponderExcluir
  3. È uma delícia este pirogue, com o molho de nata.
    Como sou de origem polonesa já comi muito na minha vida.
    Quem experimenta come sempre.Bjs.
    Izabel

    ResponderExcluir
  4. Que delicia de receita de familia... eu quero !!! bjs Blog Lindo

    ResponderExcluir
  5. Já estou com água na boca!! Passa a receita dos recheios de ricota e de repolho também!!!

    ResponderExcluir
  6. eu faço todos adoram...Fica bom exagerar no tempero verde nossa e maravilhoso.Isso ai com um franguinho caipira heim?

    ResponderExcluir
  7. precisava dessa receita para fazer uma encomenda....saiu maravilhoso!!!!

    ResponderExcluir
  8. Sabes que minha avó veio da Polônia bebê...fugida da guerra...minha bisa tinha no braço os números do campo de concentração...e não falava uma palavra em português...mas fazia uma pirogue como ninguém...ela fazia doce...e salgado...nossa!! agora fiquei com saudades dela...
    Pirouge..vós...tudo de bom!
    Beijo!

    ResponderExcluir